Hombre reflexivo tendido en la cama

QUAIS SÃO AS OUTRAS PERTURBAÇÕES DO SONO?

O facto de ter dificuldade em dormir ou sentir-se irritado, não significa necessariamente que sofre de apneia do sono.

A apneia do sono é apenas uma das possíveis perturbações do sono que o podem privar de uma noite de sono normal. De entre as 85 possíveis perturbações do sono, as mais conhecidas são a insónia, a síndrome das pernas inquietas, a narcolepsia e as perturbações do ritmo circadiano.

 

  1. Apneia do sono: uma perturbação do sono que se caracteriza por pausas na respiração, que pode incluir casos de respiração anormalmente superficial durante o sono devido a uma obstrução das vias aéreas superiores.
  2. Insónia: a perturbação do sono mais comum. A pessoa não usufrui de um período de sono adequado, o que causa cansaço durante o dia.
  3. Síndrome das Pernas Inquietas (SPI) ou Doença de Willis-Ekbom: a pessoa sente uma vontade irresistível de mexer as pernas ou os braços devido a uma sensação muito desagradável.
  4. Narcolepsia: excesso de sonolência durante o dia. O cérebro não controla os ciclos do sono e da vigília de forma adequada.
  5. Perturbação do ritmo circadiano: causada por uma interrupção do relógio biológico, devida a uma alteração do fuso horário, trabalho por turnos, etc.

 

Existem outras perturbações respiratórias semelhantes à apneia do sono que podem ocorrer durante o sono, tais como a Síndrome de Obesidade - Hipoventilação, Síndrome de Sobreposição ou Respiração de Cheyne-Stokes.

 

SÍNDROME DE OBESIDADE - HIPOVENTILAÇÃO (SOH)

O excesso de peso torna difícil respirar profundamente e de forma adequada. Consequentemente, as pessoas obesas podem sofrer de Síndrome de Obesidade – Hipoventilação.

O que acontece nesses casos? Além do problema mecânico que afeta a respiração, pode existir também uma disfunção cerebral que impede o cérebro de controlar a respiração e essa situação, associada à síndrome da apneia obstrutiva do sono, conduz a uma hipoventilação: o sangue passa a conter uma quantidade excessiva de dióxido de carbono e insuficiente de oxigénio. A SOH é cada vez mais reconhecida como um problema importante de saúde pública(1), principalmente no contexto da epidemia da obesidade que tem vindo a afetar vários países. Apesar do seu grande impacto na saúde esta perturbação é, de um modo geral, subestimada.

As suas graves consequências respiratórias e cardio-metabólicas, aumentam as despesas de saúde, bem como os riscos de internamento hospitalar e de morte.(1)

A Ventilação Não Invasiva (VNI) é considerada a terapia padrão para a redução da mortalidade nestes casos, e, à semelhança do tratamento com CPAP, consiste na utilização de uma máscara. A VNI aplica pressões inspiratórias máximas para auxiliar a ventilação.(1)

A perda de peso é um tratamento eficaz, mas muitas vezes difícil de conseguir sem uma intervenção, como por exemplo a cirurgia bariátrica.(1)

 

SÍNDROME DE SOBREPOSIÇÃO OU OVERLAP

A Síndrome de Sobreposição é uma combinação entre a DPOC (Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica) e a SAOS (Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono).

A Síndrome de Sobreposição está presente em 10% a 15% dos doentes com DPOC.(2) Esta patologia está associada a uma baixa oxigenação do sangue durante o sono, o que provoca fadiga extrema e outros problemas de saúde.

Não há cura para a Síndrome de Sobreposição, mas existem tratamentos para os seus sintomas, tais como o CPAP (Pressão Positiva Contínua nas Vias Aéreas), que também melhora a função pulmonar.(2) 

Desconfia que sofre de alguma perturbação do sono, mas não sabe qual? Procure o seu médico, que o encaminhará para um especialista do sono, para que este efetue um diagnóstico e indique um tratamento adequado ao seu caso.

Sources:

    (1) Sleep breathing disorders – European Respiratory Society WhiteBook (chapter 23)
    (2) COPD and difficulty breathing, Sleep disorders problems, National Sleep Foundation
    (3) Cheyne-Stokes and abnormal patterns of respiration, Patient.co.uk, viewed on 04/02/2016